Vivendo e aprendendo: Vacina de febre amarela, o que você precisa saber antes de viajar

Vacina de febre amarela certificado internacional

Certificado internacional de vacinação, com a vacina de febre amarela para viajar ao exterior. Foto: GC/Blog Vambora!

A vacinação contra a febre amarela tem sido bastante falada e discutida no Brasil e no mundo ultimamente. Com o novo surto que ocorreu aqui no Brasil no final de 2016 e começo de 2017 a corrida para os postos de vacinação aumentou muito e as pessoas que estão indo viajar (seja para o exterior e ou para determinadas regiões do Brasil) estão cheias de dúvidas.

Para ajudar todos os viajantes a tiraram as suas dúvidas fizemos esse post com informações e dicas para quem vai viajar e quer saber se precisa ou não tomar a vacina. As informações foram pesquisadas na data de criação desse post nos sites do governo brasileiro e Organização Mundial de Saúde e serão sempre atualizadas de acordo com as notícias dos órgãos oficiais. Confira abaixo então todas as informações e Vambora!

Vacina de febre amarela para viajantes, tire suas dúvidas:

1-) Quando preciso tomar a vacina de febre amarela?

Moradores e turistas de regiões de risco devem tomar a vacina de febre amarela. Dentro do Brasil, em diversos estados e regiões a vacina é indicada (veja abaixo no item 3). No exterior existe também obrigatoriedade e recomendação de diversos países (veja quais no item 4). Importante destacar que para o caso dos turistas, a vacina deve ser tomada no mínimo 10 dias antes da viagem.

Para casos específicos como crianças pequenas, grávidas, alérgicos entre outros vale ver as indicações oficiais da Organização Mundial de Saúde (veja aqui).

2-) Já tomei uma vez vacina de febre amarela, preciso tomar novas doses?

Para a vacina de febre amarela, desde uma orientação da Organização Mundial de Saúde em 2013/2014, só é necessária uma dose para proteger por toda vida (veja aqui). Antes dessa deliberação era indicado tomar uma dose a cada 10 anos. Isso não vale mais para caso de viagens ao exterior.

Dentro do Brasil, em regiões específicas, o Ministério da Saúde recomenda para pessoas que vivem nesses locais tomar um reforço da vacina de febre amarela depois de 10 anos. No site do Ministério do Turismo é possível ver as regiões recomendadas (veja aqui).

Então reforçando: quem já tomou uma vez a vacina de febre amarela não precisa tomar mais uma dose se for viajar para o exterior. Quem nunca tomou dai é necessário, caso esteja morando ou vá para áreas de risco.

No caso de viagens internacionais, essa informação foi oficializada em 11/06/2016 no Regulamento Sanitário Internacional. Assim, agora os certificados internacionais de vacinação da febre amarela devem conter a informação que essa vale para toda vida.

3-) Vou viajar pelo Brasil, para quais lugares é preciso tomar a vacina?

Atualmente e de acordo com o site do Ministério da Saúde (veja aqui), os locais de risco e que pessoas que moram ou irão viajar dentro do Brasil devem tomar a vacina são:

  • Todos os Estados da Região Norte e Centro-Oeste;
  • Parte da Região Nordeste (Estado do Maranhão, sudoeste do Piauí, oeste e extremo-sul da Bahia);
  • Parte da Região Sudeste (Estado de Minas Gerais, oeste de São Paulo e norte do Espírito Santo);
  • Parte da Região Sul (oeste dos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).

lista completa dos municípios com recomendação de vacina de febre amarela no Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, pode ser vista no site do ministério (veja aqui).

4-) Vou viajar para o exterior, para quais lugares é preciso tomar a vacina?

Países podem ter uma recomendação para tomar a vacina de febre amarela, exigi-la ou não ter uma recomendação ou exigência. A exigência implica em viajar com um certificado internacional de vacinação com a indicação que você já foi vacinado (veja mais abaixo no item 7).

Atualmente, as formas mais seguras para saber quais países exigem a vacina de febre amarelasão no site da Organização Mundial de Saúde, em inglês, (veja aqui) e no da ANVISA, em português (veja aqui).

Para facilitar a vida dos viajantes, separamos aqui uma lista de exemplos de destinos no exterior comuns nas dúvidas se atualmente é preciso ou não ter a vacina de febre amarela. Essas orientações estão sempre sendo atualizadas pela OMS e pelos países, então vale a pena sempre conferir se seu destino está nos sites oficiais descritos acima.

-> Países que não exigem a vacina de febre amarela. Exemplos:

  • Estados Unidos
  • Canadá
  • México
  • Porto Rico
  • Uruguai
  • Reino Unido e demais países da Europa
  • Turquia
  • Emirados Árabes Unidos

-> Países que não exigem mas recomendam a vacina de febre amarela para algumas regiões, lembrando que a recomendação não exige tomar a vacina, nem obriga entrar no país com o certificado internacional. Exemplos:

  • Peru
  • Argentina

-> Países que exigem a vacina de febre amarela (e que você deve levar um certificado internacional de vacinação para entrar no país). Exemplos:

  • Austrália
  • Bahamas
  • Bolívia
  • Costa Rica
  • Cuba (recém entrado na lista em 07/02/2016, para pessoas que desembarcam no país)
  • Panamá (recém entrado na lista em 06/02/2016, para pessoas que desembarcam no país)
  • Nicarágua (também passou a solicitar a vacina recentemente)
  • Venezuela (também passou a solicitar a vacina recentemente)
  • Colômbia (também passou a solicitar a vacina recentemente)
  • República Dominicana (também passou a solicitar a vacina recentemente)
  • Tailândia
  • Singapura
  • África do Sul

Esses são só alguns exemplos de países. Se o seu destino não estiver acima, basta entrar nos sites da ANVISA e OMS para saber das indicações. Lembrando que com os casos recentes da doença, a lista de recomendações e exigências dos países pode mudar a qualquer momento (exemplos como Cuba e Panamá que antes não exigiam mas agora passaram a solicitar).

5-) E se eu só for fazer uma conexão ou escala num país que exige a vacina de febre amarela, devo tomar mesmo assim?

Em geral, viajantes que somente vão fazer escala num país que exige a vacina de febre amarela, e não vão sair do aeroporto, não precisam tomar a vacina. Esse é o caso por exemplo do Panamá, país em que muitos brasileiros fazem conexão para ir para outros destinos como Estados Unidos e Caribe (veja aqui a notícia).

A questão é que isso pode modificar de país para país, então se por acaso você vai passar por algum destino na sua viagem que exija a vacina, ainda que você só passará por lá durante uma conexão ou escala, vale tirar a dúvida da necessidade de certificado com a embaixada ou consulado oficial do mesmo no Brasil e a companhia aérea com que irá chegar ao destino que terão as informações mais atualizadas.

6-) Onde posso tomar a vacina?

A vacina de febre amarela pode ser tomada em um posto de saúde do SUS ou em serviços de vacinação privados credenciados em todo o Brasil. Lembrando que a vacina contra febre amarela deve ser tomada obrigatoriamente com antecedência de, no mínimo, 10 dias antes da viagem.

7-) O que é o certificado internacional de vacinação e onde obtenho?

Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) é um documento que comprova a vacinação contra a febre amarela e é exigido para entrada de determinados países no exterior(vide item 4). Sem ele, quando solicitado, o viajante pode ser até barrado de entrar no país. Ele só pode ser emitido se a pessoa já tomou a vacina.

O CIVP pode ser emitido num dos centros de orientação para saúde do viajantepor todo o Brasil (veja aqui a lista). É preciso levar o cartão nacional de vacinação preenchido com a informação da vacina de febre amarela tomada e documento de identidade oficial com foto (identidade, carteira de motorista, passaporte, etc).

É comum ter esses centros em áreas de interesse dos viajantes como aeroportos e rodoviárias, porém a demanda desses lugares é muito grande. Vale então ver a lista no site oficial da ANVISA, preferencialmente antes da data de embarque, para evitar possíveis transtornos.

No site da ANVISA também é possível realizar um pré cadastro para agilizar o processo (clicando em “cadastrar novo” – veja aqui). Alguns locais inclusive, como no Aeroporto de Congonhas em São Paulo, onde fizemos recentemente o nosso, aceita apenas pessoas com hora marcada e pré cadastro feito. Vale conferir a lista de exigências no posto que deseja ir, no site da Anvisa.

8 -) Eu já tenho um certificado internacional de vacinação de febre amarela, mas ele é antigo e não está escrito que a vacina vale por toda vida, o que faço?

Se você já tem um certificado de vacinação emitido antes da mudança da OMS, o seu certificado continua valendo e pode ser usado nas próximas viagens, pois o comprovante da vacinação está lá.

Porém, como a mudança é ainda recente, soubemos de casos de viajantes, que mesmo com a determinação da OMS, alguns países não aceitaram o certificado antigo obrigando o viajante a tomar uma nova dose no aeroporto. Então caso vá viajar agora e puder passar em um centro de orientação do viajante para atualizar seu cartão antigo, pode valer a pena para evitar possíveis problemas.

9-) Eu já tomei a vacina de febre amarela mas perdi meu cartão de vacinação. O que faço?

Se você já tomou a vacina mas não possui o cartão de vacinação comprovando, a ANVISA indica que se entre em contato com o local onde tomou a vacina para obter uma segunda via e poder fazer seu certificado internacional de vacinação.

+ info: http://www.anvisa.gov.br/viajante

Fonte: Blog Vambora