Visite duas maravilhas da natureza de carro

Em 2011, o Brasil recebeu uma notícia que mudou o rumo do turismo interno: as Cataratas do Iguaçu (PR) e a Floresta Amazônica (AM) entraram para o seleto grupo das Sete Novas Maravilhas Naturais do Mundo, promovida pela fundação suíça The New Seven Wonders. A escolha dos atrativos iniciou em 2008, e elegeu também a Baía de Halong (Vietnã), Komodo (Indonésia), Puerto Princesa Undergound River (Filipinas), Table Mountain (Cidade do Cabo, África do Sul) e Jeju Island (Coréia do Sul).

A votação rodou o mundo, com participação ativa dos internautas. Nós, brasileiros, fizemos diversas campanhas web para angariar votos, com direito a vídeos promocionais dos destinos e mutirões de votos em dias programados.

Na Amazônia, patrimônio natural que é dividido entre oito países, a notícia da eleição foi recebida com muita festa. As comunidades peruana e brasileira, que possuem a maior parte do território (13% e 60%, respectivamente) se uniram para comemorar o título.

Já no Paraná, o gerente-geral da Concessionária Cataratas do Iguaçu S/A, Celso Florêncio, foi a público destacar a mobilização do Estado, aliada ao engajamento de esportistas e celebridades. Segundo ele, sem o esforço coletivo, nada disso teria acontecido. “Estamos muito felizes com esta escolha e estamos trabalhando cada vez mais para que possamos oferecer ao público uma estrutura ainda melhor”.

 

SAIBA MAIS SOBRE AS MARAVILHAS
Com os títulos em mãos, o negócio agora é aproveitar muito essas maravilhas naturais, que, diga-se de passagem, podem ser acessadas a bordo de um carro alugado. Confira as dicas que o Rent a Car News preparou para os motoristas de plantão.

No Paraná, o roteiro é simples: basta descer no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu para encontrar grandes redes, como Localiza, Hertz e Avis. Após a retirada do veículo, bastam poucos quilômetros para o motorista avistar o Parque Nacional do Iguaçu. Chegando ao complexo, adquira o ingresso (R$ 24,30 para adultos e R$ 6,70 para crianças até 12 anos e idosos com mais de 60 anos) e parar o carro no estacionamento (R$ 12). Todo o passeio é feito com o transporte do parque.A área das Cataratas do Iguaçu é formada por um conjunto de cerca de 275 quedas de água no Rio Iguaçu. Somando a parte argentina do atrativo, são 250 mil hectares de floresta subtropical. A estrutura do local oferece restaurante e lanchonetes. Mais informações no site www.cataratasdoiguacu.com.br.

 

Já a Floresta Amazônica pode ser apreciada em nada mais, nada menos que em nove Estados: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Maranhão. Porém, nada como ter a oportunidade de se hospedar nos hotéis de selva próximos a Manaus, a capital amazonense. Os empreendimentos foram feitos tanto para os aventureiros quanto para os clientes que exigem conforto. Muitos deles, aliás, oferecem passeios guiados pela floresta. A experiência de visitar aldeias indígenas, quedas d’água e áreas de inabitadas é única. A dica é retirar um carro já no aeroporto (o equipamento também de dispõe de lojas das grandes redes) e seguir rumo a Manaus. A cidade possui infraestrutura completa, com hotéis, restaurantes e parques. Ou seja, vale a pena passar o dia na capital antes de iniciar as trilhas na mata. Um dos principais atrativos é o Teatro Amazonas, inaugurado em 1896. A construção é a expressão mais significativa da riqueza da região durante o Ciclo da Borracha. Mais informações no site www.manaus.am.gov.br.

 

Por Renê Castro, especial para o Rent a Car News.