Trânsito no país deve melhorar até 2014, dizem estrangeiros

A Copa das Confederações é um evento teste para a Copa do Mundo de 2014. A equipe de Felipão fez a lição de casa, está na final contra a seleção que mais levantou troféu no últimos cinco anos. Mas fora isso, muita coisa precisa melhorar. Ainda que os manifestos pelo Brasil clamando por melhorias no transporte público não tivesse acontecido, certamente os jornalistas estrangeiros não teriam dificuldades para perceber que a mobilidade urbana no país passa por dificuldades. Esse foi o principal problema citado pela maioria dos jornalistas que conversaram com os repórteres do SporTV nos centros de imprensa.

No Rio de Janeiro, no início da competição, a Itália decidiu treinar apenas uma vez no campo anexo do Engenhão, justamente por conta dos engarrafamentos entre o hotel e o estádio. A seleção do Uruguai ficou um dia sem treinar em Recife por dificuldades no acesso ao centro de treinamento. Veja no vídeo e leia abaixo alguns depoimentos.

Maurício Ymay, da Televisa, do México.

“De infraestrutura, eu acho que está bem. Acho boa, suficiente. Eu tive a oportunidade de estar em estádios de outras Copas do Mundo e acho que, em relação a estádios e televisões, o Brasil está preparado. Falta acertar certos detalhes, como o trânsito. Brasil e México se parecem nesse sentido. No México temos um trânsito caótico, mas nos surpreendemos que, em diversas cidades do Brasil, também encontramos o mesmo problema. O trânsito tem que ser um dos pontos a polir para a Copa do Mundo”.

 

Arturo Lezcano, repórter da Espanha

“A organização da Copa não é ruim, é boa. Mas há coisas na estrutura que precisam melhorar. Em Recife, eu acompanhei a seleção do Brasil, do Uruguai, da Espanha. Foi complicado também por causa do tempo. Muita chuva, foi muito ruim para treinar. Trabalhamos em um estádio maravilhoso, mas que não tinha estacionamento para a imprensa. Existem padrões europeus muito exigentes e, talvez por isso, a imprensa esteja sendo tão dura com o Brasil. Do mesmo jeito que os times estão em construção para 2014, o Brasil também. Acredito que vamos ter uma Copa como tem que ser”.

 

Paulo Ramires, da rádio RAC, da Espanha

“Acho o Brasil não está preparado para organizar uma Copa do Mundo. Dá para ver na Copa das Confederações o que aconteceu com o Uruguai. Os uruguaios ficaram muito revoltados com que aconteceu em Recife. A Espanha também teve problemas. Na Europa e nos Estados Unidos, estão acostumados com uma organização melhor. Aqui, pelo que falaram, o nível é mais baixo. O trânsito é um problema muito grande para os jogadores. Para os torcedores e imprensa, o transporte precisa melhorar muito. Insegurança não é problema, é como em qualquer país, você tem que tomar cuidado onde você está andando. Mas a infra-estrutura é o problema. Andar na rua de táxi, de ônibus, de metrô, sei lá, é muito, muito, complicado. Você demora muitas horas para chegar ao estádio ou ao local de treino. Isso acaba deixando todo mundo que trabalha um pouco chateado. Estamos tendo problemas com o wi-fi (internet sem fio), que é muito importante para a imprensa. Tivemos problema de conexão em Fortaleza, ainda nos hotéis. Muita coisa precisa melhorar”.

 

Kolin Osu, repórter da Nigéria

“Acho que ainda há muito para ser feito, veja o centro de mídia. As coisas ainda precisam ser ajeitadas por aqui. Acho que o Brasil vai estar pronto, mas, por enquanto, eu acho que a África do Sul estava um pouquinho melhor neste estágio”.

 

Foto: Paulo Vitale

Fonte: Portal do Trânsito