Saiba qual carro alugar para cada tipo de viagem nas férias

A vaga de garagem do apartamento de Breno Filgueiras, 33, e Carter Potter, 29, fica vazia o ano todo. Eles optaram por não ter carro e, na hora de viajar, alugam um.

“Faço a reserva antes e sempre escolho a categoria mais básica com ar-condicionado -como geralmente esse tipo de carro esgota, já ganhei ‘upgrades'”, conta Breno, que uma vez reservou um Fiat Uno e saiu com um Honda Civic.

Alugar é também a opção para quem tem um carro que atende bem à família no uso cotidiano, por exemplo, mas que se torna pequeno se a ideia for pegar a estrada -caso do Volkswagen Fox, suficiente para um casal com dois filhos se locomover pela cidade, mas de porta-malas pequeno na hora de viajar.

Não à toa, no período de férias esse serviço vê uma alta na demanda -assim como demais setores do turismo.

Marcus Leoni/Folhapress
Breno Filgueiras e Carter Potter, que têm o costume de alugar carros para viajar
Breno Filgueiras e Carter Potter, que têm o costume de alugar carros para viajar

Segundo Cristina Chaves, diretora de atendimento da Localiza, a maior locadora do país, no trimestre passado (que abarca as férias de julho) a empresa registrou aumento de 14% na receita e de 25% no volume de diárias, em relação ao mesmo período de 2015.

“O aluguel de veículos passou a ser uma realidade para o brasileiro. O público jovem tem usado esse serviço pela facilidade: hoje, você aluga um carro completo a partir de R$ 100 por dia, com oferta muito mais diversificada do que alguns anos atrás”, afirma Paulo Nemer, presidente do conselho da Abla (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis).

De acordo com a associação, 27 milhões de brasileiros alugaram carros no último ano -23% das locações, para viagens de lazer, e 21% para o turismo de negócios.

Para 2017, a entidade espera ultrapassar o faturamento de 2015, de R$ 16 bilhões. Nemer afirma que as marcas farão promoções já no início do ano para fomentar o setor.

“A tendência é que tenhamos um verão mais doméstico, em que as pessoas viajem menos para o exterior.”

ESCOLHA O SEU

O casal Estela, 40, e Maurício Miragaya, 50, têm um Chevrolet Cruze hatch e um Mitsubishi Pajero TR4. Recentemente, recorreram a uma locadora para viajar de sua cidade, Ubatuba (a 226 km de São Paulo), a Piraí (RJ).

Além do casal, viajaram os três filhos e mais a mãe e o irmão de Mauricio.

“Foi uma decisão de última hora, e o único carro para sete passageiros disponível era uma Fiat Doblò. Faltou um pouco de espaço para as bagagens, mas nos ajeitamos”, relembra.

As locadoras hoje dispõem de diversos tipos de carros: só a Localiza, por exemplo, disponibiliza 46 modelos.

Para viagens com quatro ou cinco pessoas a bordo, os mais indicados são utilitários, minivans e peruas. “Todos têm espaço de sobra para carregar bagagens e oferecem um pacote interessante de conforto e entretenimento”, diz Fabio Arruda, que presta consultoria para compra, venda e manutenção de carros. Ele lista Renault Duster e Chevrolet Spin entre as opções.

Para quem viaja sozinho ou em casal, sem filhos, Arruda indica hatches mais básicos e compactos ou os médios premium. A sugestão passa por Hyundai HB20, Volkswagen Fox e Renault Sandero. Para pessoas que optam por desempenho e um pouco mais de conforto, o Ford Focus é o eleito.

“São modelos versáteis e confortáveis para que os dois passageiros dirijam”, explica.

Por fim, no caso de uma turma de amigos “aventureiros”, as unidades mais adequadas podem estar em diferentes segmentos.

“O ideal seria um carro grande, com suspensão mais alta e pneus mistos, para aguentar estradas de terra numa boa”, diz Arruda, sugerindo Fiat Weekend Adventure, Fiat Doblò Adventure, Toyota RAV4, Toyota Hilux SW4 e Hyundai ix35.

Fonte: Folha de S. Paulo