Roteiro Costa do Cacau e Costa do Dendê

Que tal fugir desse frio e dessa chuva e conhecer um trecho do litoral baiano “que mescla praias badaladas, paisagens quase intocadas e cenários que, sim, estão nos livros.”. Confira esse roteiro maravilhoso feito pelo Viaje Aqui:

 

Grande romancista brasileiro, Jorge Amado foi quem melhor escreveu sobre essa região do litoral baiano. Folheando as páginas de Gabriela Cravo e Canela no centrinho de Ilhéus, ainda conseguimos imaginar o cenário dos livros do escritor. O Bar Vesúvio, do personagem Nacib, continua de pé, e o Bataclan, famoso bordel de Maria Machadão, foi recuperado.

Considerada uma estrada-parque por ter passarelas para a travessia de animais, o traçado da BA-001 que vai para Itacaré é paralelo ao mar até a Serra Grande e depois afasta-se do litoral. Estacionar o carro no mirante da Serra Grande e curtir o visual é quase uma obrigação. O litoral baiano é caracterizado por praias de águas calmas, mas Itacaré foge à regra. Surfistas enfrentam as trilhas pela Mata Atlântica em busca das boas ondas de suas praias.

Depois que foi construída a ponte sobre o Rio de Contas, ficou muito mais fácil chegar na Costa do Dendê. Mas ainda está complicado alcançar Barra Grande: são 42 km sacolejando numa estradinha de terra – ou então 1h30 de barco, a partir de Camamu. Tal dificuldade rende praias muito preservadas. Taipu de Fora e sua piscina natural com 1 km de extensão é o ponto alto da visita.

Novamente no asfalto, a BA-001 deixa para trás cidades como Ituberá e Nilo Peçanha. Tradicionalmente, guarda-se o carro num estacionamento do Centro de Valença para embarcar em direção a Morro de São Paulo. Mas o atracadouro de Guaibim, a 14 km, é uma opção mais econômica e a travessia de barco, menos demorada. Morro é agito puro entre a Primeira e a Terceira Praia. Por isso, os casais preferem a tranquilidade das distantes Quarta e Quinta Praia. Quer ainda mais sossego? Rume para a Ilha de Boipeba. Em Boca da Barra, Tassimirim, Cueira, Morerê e Bainema é possível andar por horas apenas na companhia do vento e de coqueiros. Combine o traslado com uma agência de Morro.

A última perna da viagem compreende um trecho de 125 km pela BA-001 até a Ilha de Itaparica e o ferryboat (1h30 de travessia) para Salvador. Comece o giro pela capital visitando o Elevador Lacerda e desbravando as ladeiras do Pelourinho – cenários tão frequentes nos romances de Jorge Amado.

 

Programe-se:

Quando ir: Faz calor o ano inteiro, mas chove bastante entre maio e agosto. Algumas pousadas e restaurantes da Ilha de Boipeba e de Barra Grande fecham na baixa temporada.

 

Restaurantes imperdíveis:

  • Amado, Salvador
  • Paraíso Tropical, Salvador

 

Atrações imperdíveis:

  • Praia Taipu de Fora, Barra Grande
  • Praia Moreré, Ilha de Boipeba
  • Pelourinho, Salvador
  • Igreja e Convento de São Francisco, Salvador

 

Raio X das estradas: Desde que foi construída a ponte sobre o Rio de Contas, em Itacaré, tornou-se desnecessário circular pela movimentada BR-101. Agora, a BA-001, com tráfego pequeno de carretas, é o caminho natural para chegar nas belas praias e ilhas do roteiro.

 

Foto: Praia de Itacarezinho, uma das mais bonitas de Itacaré, e de fácil acesso / Divulgação

Fonte: Viaje Aqui