Programe-se e não pague a mais na locação de veículo durante as férias

Se você vai viajar com a família, amigos ou mesmo sozinho e vai precisar alugar um automóvel é bom se programar. Começou a alta temporada das locações de veículos no sistema daily rent, ou seja, o aluguel diário. Tradicionalmente, nos meses de janeiro e fevereiro a procura por carros para alugar aumenta consideravelmente, motivada pelas festas de fim de ano e pelas férias.

Segundo o diretor da Rentauto, franqueada da Hertz nos estados do Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, Jorge Luiz Radziminski, neste período há grande demanda de por parte turistas, pessoas que estão viajando a passeio ou que pretendem visitar a família. “Há um aumento da demanda por causa do turismo. Em praças de cidades turísticas, a exemplo de Foz do Iguaçu, o movimento aumenta em média 40% nessa época. Assim como nas lojas dos aeroportos de Cuiabá e Campo Grande,  que recebem turistas a caminho do Pantanal e da Chapada dos Guimarães”, afirma.

E as locações vão seguir em alta até o Carnaval, quando ocorre um auge sazonal, assim como acontece nos demais feriados, especialmente os prolongados. Os locais mais concorridos para se alugar um veículo, de acordo com o empresário de locação, Roberto Portugal, ficam em cidades ou aeroportos próximos às praias, como em Florianópolis, no Sul, e no Nordeste, de modo geral. “Em Florianópolis, por experiência, a procura nas locadoras chega a triplicar durante o verão. Do mesmo modo, as operações no Nordeste brasileiro se mantêm aquecidas até o fim de março”, conta o consultor, que possui mais de 15 anos de experiência no rent a car. 

Por isso, da mesma forma que a reserva do hotel e a compra das passagens é sempre feita com antecedência, o aluguel do veículo também precisa ser programado. O diretor da Apta Veículos, que representa a Movida Rent a Car na região Sul do país, Marcelo Fatuch, relata que as locações no período de férias costumam ser pré-agendadas, via internet ou por agências de turismo. Mas, o velho costume brasileiro, de deixar tudo para última hora, ainda persiste. “Tem gente que chega no aeroporto com família, bagagem e tudo e deixa para locar o carro na hora. O problema é essa pessoa vai pagar a mais pelas diárias e ainda corre o risco de não encontrar o tipo de veículo que precisa, geralmente um modelo espaçoso e com porta-malas grande, ou pior, pode até ficar a pé”, alerta.

O empresário explica que o cliente de alta temporada arca com uma tarifa mais elevada, pois acaba pagando o preço de tabela, sem os costumeiros descontos praticados pelas locadoras nos meses de menor movimento. Fatuch esclarece que não há elevação no preço da diária, mas a demanda no limite da capacidade do setor puxa os valores para o alto. E por ser uma locação eventual, que será contratada uma única vez durante o ano, o locatário também não desfruta da redução na tarifa típica do segmento corporativo, que contrata os serviços com frequência. “Infelizmente o cliente paga um pouco mais pela locação feita na hora. Mas se ele se planejar, conseguirá um valor melhor para a locação, sem contar que garante o tipo de veículo que precisa. Para ter uma ideia, no mesmo dia, há locatários pagando diárias diferentes. Isso porque quem se programa consegue descontos e tarifas especiais”, aconselha Fatuch.

O tempo de permanência com o veículo também influencia no preço. De acordo com Roberto Portugal, o período médio de locação em Curitiba é de oito a dez dias. Já em regiões turísticas, esse tempo fica em torno de 15 dias. “O mercado trabalha com descontos progressivos. Quanto maior a antecipação, maior o desconto”, aconselha.

Para efetuar sua reserva existem dois caminhos possíveis. Você mesmo pode fazer a contratação do serviço pela internet, em portais que agregam várias empresas, ou diretamente nas centrais de reserva online da locadora de sua escolha. Deixar o trabalho por conta de sua agência de viagem é outra alternativa. O importante é garantir o veículo que vai usar durante suas férias o quanto antes para não ter contratempos ou pagar mais caro. Depois, é só curtir o passeio.

 

Por Karla Santin – Rent a Car News