Portal do Trânsito dá dicas de como exercitar a gentileza no trânsito

gentileza-no-transito-300x225

Dirigir é um ato que exige comprometimento, responsabilidade, atenção e uma boa dose de gentileza. Não entrar em provocações, dar a vez, dar prioridade ao pedestre, enfim, são atitudes nobres que podem evitar graves acidentes. “No trânsito, boas atitudes entre condutores e pedestres têm o poder de promover o respeito e a cidadania”, explica Celso Alves Mariano, especialista em trânsito e diretor do Instituto Prevenir.

 

O estresse de engarrafamentos, a pressa , os problemas pessoais são a causa de muitos conflitos no trânsito que poderiam ser evitados se os condutores e pedestres exercitassem mais a gentileza e a tranquilidade.

 

O Portal do trânsito separou algumas dicas para os cidadãos colocarem em prática atitudes que valorizam o bom comportamento e a paz no trânsito.

 

Mensagens simples e diretas

 

A comunicação entre os usuários do trânsito deve ser simples e objetiva, para que não dê margem para má interpretação. Mensagens curtas e rápidas facilitam a compreensão entre condutores e pedestres, contribuindo para a boa fluência do trânsito e evitando acidentes.

 

Ver o lado positivo

 

É preciso compreender certas atitudes incorretas dos outros motoristas, pois provavelmente não tiveram a oportunidade de analisar suas atitudes e melhorar seu comportamento no trânsito. Jamais reagir, pois um erro não justifica o outro.

 

Agir com bom senso

 

No trânsito, atitudes refletidas e bem pensadas podem fazer a diferença em momentos de tensão ou em situações críticas. O condutor consciente é aquele que, em uma situação delicada, pensa antes de agir, procura analisar os dois lados e ser justo em palavras e decisões sem ficar nervoso, principalmente se o errado for ele mesmo.

 

Saber distinguir o momento oportuno

 

Congestionamentos, incidentes e situações tensas geram irritação e desconforto. Nestas circunstâncias, é preciso manter a cabeça fria e escolher o momento ideal para agir, pois qualquer gesto ou atitude imprópria pode gerar confusão e até acidentes.

 

Não participar de brigas e discussões

 

O “bate-boca” não resolve, porque ninguém mais está escutando. O ideal é não participar de desentendimentos desse gênero. O participante mais capaz e inteligente procura acalmar os ânimos para voltar ao diálogo.

 

Usar o veículo para a finalidade correta

 

Utilizar o veículo para demonstrar nível social, para compensar sentimentos de inferioridade e insegurança, bem como usar o tamanho e a potência para intimidar os outros, são atitudes socialmente reprováveis.

 

Comunicação face a face: como agir?

 

No trânsito, algumas ocorrências provocam comunicação “cara a cara”. Nessas “conversas”, comuns em incidentes, geralmente são transmitidas várias outras “impressões” além da mensagem que está sendo falada. É preciso tomar cuidado com entonação de voz e expressões utilizadas, que podem complicar a situação, ao invés de resolvê-la.

 

Atitudes gentis no trânsito

 

Algumas atitudes que colocam a gentileza no trânsito em prática:

 

– Aguardar a travessia de pedestres na faixa com calma;

 

– Não fechar um cruzamento;

 

– Dar passagem a outro motorista que está sinalizando a intenção de mudar de faixa;

 

– Não gritar com os demais usuários do trânsito;

 

– Pedir desculpas quando errar;

 

– Relevar atitudes erradas dos outros;

 

– Dar espaço e aguardar, sem pressionar, o motorista do veículo da frente estacionar;

 

– Ter mais paciência com idosos e condutores sem experiência.

 

Fonte: Portal do Trânsito