O que fazer em Buenos Aires em 4 dias

 

o que fazer em Buenos Aires

Buenos Aires e todos os seus charmes…

Talvez seja a proximidade com o Brasil. Talvez seja o fascínio com o tango. Talvez seja o ar europeu de seu conjunto arquitetônico. Possivelmente, todas essas e tantas outras razões fazem de Buenos Aires uma das cidades mais visitadas pelos brasileiros no exterior. Apesar de linda e interessante, quem visita a capital argentina pela primeira vez fica com a dúvida inevitável: afinal, o que fazer em Buenos Aires em apenas alguns dias?

A gente dá uma forcinha e organiza um roteiro básico de quatro dias com coisas e lugares para ver na terra dos hermanos. Vai ser intenso e divertido, mas, acredite, provavelmente não será suficiente. Você vai sair de lá já pensando na próxima viagem para Buenos Aires…

O que fazer em Buenos Aires

Dia 1 – O centro de Buenos Aires

O que fazer em Buenos Aires - Obelisco, Avenida 9 de Julio

Como toda boa capital internacional, os são pontos turísticos de Buenos Aires são ideais para serem explorados a pé. Ok, talvez não inteiramente, mas concentrar uma região/bairro em um dia e caminhar por suas ruas é a melhor coisa a se fazer. Pegue o centro da cidade, por exemplo, e o seu primeiro dia será cheio e repleto de pontos turísticos.

No centro, a Avenida 9 de Julio é a rainha: a principal rua da cidade e uma das mais largas do mundo! O Obelisco, um símbolo da cidade, está bem no meio dela, no cruzamento com a Avenida Corrientes, e vai render aquela tradicional foto apontando para ele. O mesmo vale para o lendário Teatro Colón, fundado em 1908, e que vale uma visita tanto externa quanto interna (tours guiados ocorrem todos os dias, entre 9h e 17h).

O que fazer em Buenos Aires - Plaza de Mayo

Mais adiante, avista-se a Plaza de Mayo, a principal praça de Buenos Aires, e que concentra vários importantes locais de visitação. Entre eles, a bela Catedral Metropolitana, o Museo del Bicentenario e a Casa Rosada, sede máxima do poder executivo, e cujo interior pode ser visitado (tours aos sábados, domingos e feriados).

Na Calle Florida, os consumistas de plantão vão se esbaldar – trata-se da mais famosa rua de comércio da cidade, com cerca de um quilômetro de extensão e uma infinidade de lojas, galerias e shopping centers. É o ponto ideal para terminar o dia e carregar as sacolas de compras de volta para o hotel.

Dia 2 – Recoleta e Puerto Madero

Duas das regiões populares para passeios em Buenos Aires podem ser facilmente visitadas em um dia: Recoleta a Puerto Madero.

O que fazer em Buenos Aires - Cemitério da Recoleta

Para começar a explorar Recoleta, uma parada imperdível para os fãs de literatura: a incrível livraria El Ateneo Grand Spendid. Fica na Avenida Santa Fé, ocupando o interior de um antigo teatro, tendo sido votada pelo jornal britânico The Guardian como a segunda livraria mais bonita do mundo.

A dez minutos a pé, está o Cemitério da Recoleta, curiosamente um dos principais pontos turísticos de Buenos Aires. Além de chamar a atenção pelo luxo de seus túmulos e lápides, e também por sepultar importantes personalidades argentinas (como antigos presidentes e a ex-primeira-dama Evita Perón), os belos jardins que rodeiam cemitério tornam o local uma popular área de lazer entre os portenhos.

O que fazer em Buenos Aires - Floralis Generica

Outro dos símbolos da capital está ali pertinho, na Plaza de las Naciones Unidas. É a Floralis Generica, uma gigante flor de metal criada pelo arquiteto argentino Eduardo Catalano. Nenhum álbum de fotos de Buenos Aires será completo sem uma selfie em frente à famosa estrutura e, é claro, ela é parte obrigatória em todos os passeios em Buenos Aires.

Atravessando a Plaza Francia, chega-se ao Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), que abriga uma das principais coleções de arte da América Latina e a maior da Argentina, com obras de Picasso, Van Gogh, Monet, entre outros.

O que fazer em Buenos Aires - Puerto Madero

O fim de tarde é a horário perfeito do dia para ir para Puerto Madero – distante cerca de 40min de ônibus (152A) ou 20min de táxi. É um dos bairros mais nobres e modernos da cidade, considerado o centro financeiro e gastronômico da capital.

Um programa perfeito é apenas caminhar pelos diques à beira do Rio do Prata, admirando o contraste da arquitetura dos prédios antigos e dos arranha-céus modernos. Entre os programas imperdíveis para fazer no local, estão uma visita à Fragata Sarmiento, uma embarcação da Marinha Argentina construída em 1967 e que se tornou um museu náutico.

O que fazer em Buenos Aires - Parrillada

A essa altura, a fome já vai estar batendo, e nada melhor do que ter uma grande variedade de restaurantes à disposição. Que tal então provar a tradicional parrillada e se esbaldar com as carnes argentinas, acompanhadas de um bom vinho? La Cabana e El Mirasol são duas opções bastante populares. Guarde espaço para a sobremesa e saboreie um sorvete de dulce de leche na Freddo.

Dia 3 – La Boca e San Telmo

O que fazer em Buenos Aires - Caminito, La Boca

Comece o terceiro dia conhecendo uma das áreas mais peculiares, a qual você certamente já viu em fotos e filmes: o antigo bairro portuário de La Boca. Em especial, o Caminito, com suas casas multicoloridas construídas com tábuas de madeira, placas e telhas de metal, é um dos pontos turísticos de Buenos Aires que mais atrai turistas. Toda a região tem uma vibe cultural única, repleta de artistas de rua, mosaicos e lojinhas de artesanato, além de bares e restaurantes dos mais simpáticos.

Depois, deixe a rivalidade de lado, e veja de perto o “santuário” do futebol argentino – o estádio La Bombonera, do time do Boca Juniors. Dá para visitar o museu, a loja ou mesmo conhecer o estádio por dentro, através de tours guiados.

O que fazer em Buenos Aires - Tango

Pegue um ônibus ou um táxi em direção a San Telmo, o bairro boêmio da cidade, com seus antiquários e cafés tradicionais. A grande atração da região é a Feira de San Telmo, aos domingos, entre 10h e 16h. São nada menos que dez quarteirões ao longo da Calle Defensa, repleta de estandes de artesanato, antiguidades e comidinhas. Também não faltam artistas de rua se apresentando para os visitantes, inclusive os famosos dançarinos de tango.

Por falar em tango, já estava na hora de incluir no roteiro um show de tango. Ali mesmo em San Telmo, está uma das casas de tango mais tradicionais de Buenos Aires: El Viejo Almacém, com opções de somente show ou pacote com jantar incluído, com pratos tradicionais portenhos. Eis a maneira perfeita de terminar o dia na capital.

Dia 4 – Palermo

Outro bairro que merece dedicação dos visitantes é Palermo, no noroeste da cidade. É formado por diversos setores que levam nomes curiosos (Palermo Hollywood, Palermo Soho, Palermo Chico etc.). O ponto de partida para explorar a região, porém, pode ser a Plaza Italia, onde há uma estação de metrô.

O que fazer em Buenos Aires - Rosedal, Palermo

Quem estiver viajando com crianças, pode dar uma passada no Zoo de Buenos Aires que, apesar de pequeno, conta com espécies de animais como elefantes, girafas, ursos, macacos etc. O zoo faz parte do complexo dos Bosques de Palermo, que inclui também outras atrações populares como o Planetário Galileo Galilei e o Rosedal. E adjacente está outra bela área verde da região: o Jardim Botânico de Buenos Aires, que leva o nome de seu arquiteto-paisagista, Carlos Thays.

Na pausa para o almoço, a dica é se dirigir à Plaza Serrano (oficialmente Plazoleta Julio Cortázar), no centro de Palermo Soho. É uma área e agradável e animada, com diversas opções de restaurantes e cafés.

Sendo o último dia da viagem, é hora de garantir os presentes e fazer suas compras em Buenos Aires. Em Palermo Soho, mais precisamente na Avenida Córdoba, há diversos outlets, lojas internacionais e especializadas (como as de produtos de couro da Villa Crespo).

 

Fonte: momondo