Na capital francesa, carro elétrico para alugar está disponível em 900 estações

Assim como as bicicletas estão disponíveis para alugar no Rio e em São Paulo, em Paris o que está para alugar são os carros elétricos, o Autolib, desde o fim de 2011. Após um começo hesitante, o sistema de aluguel de carros tem hoje mais de 2.500 veículos, 100% elétricos em 900 estações na capital francesa e arredores (presentes em 68 municípios da região parisiense), com cerca de 130 mil usuários filiados.

Uma pesquisa feita entre novembro de 2013 e janeiro deste ano revelou que 62% dos usuários já recorreram ao Autolib ao menos uma vez para se deslocar para o trabalho. Segundo a sondagem, 57% dos chamados “autolibeurs” usam o sistema mais de duas vezes por semana. Para os entrevistados, o recurso do Autolib diminuiu o uso diário de outros tipos de meios de deslocamento. A queda do uso do carro pessoal foi de 63%, da motocicleta, de 42%, da bicicleta, de 25%, dos transportes coletivos, de 18% e da caminhada, de 7%.

O uso é majoritário dentro da cidade de Paris, e a locação média é de 40 minutos para nove quilômetros, com aumento de 23% de aluguéis nos fins de semana. Em setembro passado, o grupo Bolloré, administrador do conceito Autolib em Paris e na França, associou-se com a montadora Renault. O acordo estabelece o desenvolvimento de veículos elétricos menores do que os atuais, com três lugares em vez de quatro, equipados com uma bateria de lítio de 20kwh.

No Brasil, o carro elétrico praticamente não saiu do papel. Ricardo Guggisberg, diretor da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), diz que enquanto foram vendidos 65 carros elétricos e híbridos no Brasil em março último, nos EUA, no mesmo mês, foram comercializados 59.533 veículos.

— Ainda não temos veículos fabricados aqui, este tipo de veículo não está disponível nas concessionárias. Precisamos de incentivos para ampliar a compra.

Fonte: O Globo