Conheça os 3 problemas mais comuns em viagens de carro

Verificar as condições dos itens abaixo é fundamental para uma viagem tranquila e sem maiores preocupações

Antes de colocar o carro na estrada para aproveitar o feriado é preciso ficar de olho nas condições mecânicas do veículo para que surpresas não ocorram. Motor e freios estão entre os principais causadores de problemas que deixam os motoristas à beira da estrada e acabam com os planos de uma viagem tranquila. Com a ajuda da Oficina Brasil, confira algumas dicas de como evitar e o que fazer quando o carro apresentar alguma dessas falhas:

 

Pneus – Quando desgastados, com pouca borracha e profundidade de sulco no limite indicado pelo fabricante, além de diminuir a aderência ao solo, consequentemente diminuindo também a segurança, estão mais sujeitos à penetração de objetos perfurantes, obrigando a paradas para a troca de pneus. É bom revisar o conjunto antes de enfrentar uma estrada, verificando o desgaste, assim como a calibragem correta, levando-se em conta o peso (número de ocupantes e bagagem) com o qual se vai viajar. É importante verificar também o estepe: primeiro para se certificar que ele realmente está onde deveria. E em segundo lugar, verificar se a sua calibragem está de acordo, pois não há nada mais desagradável do que descobrir que o estepe está “murcho” no meio da estrada.

 

Arrefecimento – Verificar o nível e a qualidade do líquido do sistema de arrefecimento, também conhecido como “água do radiador”. O sistema é responsável pela manutenção da temperatura ideal de funcionamento do motor. Durante uma viagem, o propulsor atinge temperaturas mais elevadas por trabalhar em regimes mais altos, mas pode superaquecer até mesmo em congestionamentos. Nesses casos, o líquido de arrefecimento pode entrar em ebulição,  fazendo o motor “ferver”. Isso danifica diversos componentes, principalmente o cabeçote, que pode vir a empenar. Nesse caso o prejuízo ao bolso é bastante salgado.

 

Freios – Outro item que deixa muitos motoristas na mão é o sistema de freios. Peças desgastadas ou vazamentos, além de por em risco a segurança, podem causar transtornos durante a viagem. Ao pisar no pedal de freio acionamos as quatro rodas e uma quantidade considerável de peças que precisam estar em boas condições. Se a viagem inclui trechos em serra ou grande declives, o sistema de freios tem uma importância ainda maior e deve ser usado junto com o freio-motor (descer com uma marcha engatada). Os problemas mais comuns são o superaquecimento das peças de atrito (como discos, pastilhas, lonas e tambores), causando uma fadiga dos materiais e a ebulição do fluido de freios (quando este está contaminado). Faça sempre a manutenção preventiva do sistema, obedecendo o que é indicado  no manual do proprietário. Saiba como cuidar dos freios de seu veículo aqui.

 

De maneira geral, é preciso ter a certeza de que o veículo está em boas condições. Não deixe de conferir também itens como palhetas, lâmpadas, chave de roda, macaco, marcador de combustível, itens de sinalização obrigatória como triangulo e pisca-alerta, além de manter toda a documentação em dia.

 

Fonte: UOL CARROS