Aluguei o carro e ele quebrou. O que fazer?

estrag

Alugar um carro e ele parar de funcionar por conta de uma falha é uma situação bem desconfortável, mas pode acontecer, principalmente por conta de buracos das vias, sinalização precária que não informa lombadas ou pistas irregulares etc. Se o seu carro alugado quebrou e a locadora que você contratou possui assistência 24 horas, o conserto pode sair sem nenhum custo, dependendo da tarifa contratada. Confira aqui algumas dicas a serem seguidas em caso de quebra do automóvel.

Hora da retirada

Para ter certeza que o veículo que você alugou não apresenta nenhum defeito, é preciso que você esteja presente na vistoria de retirada. Acompanhar a inspeção evita problemas futuros. Feito isso, a locadora lhe mostrará um relatório que informa as condições do automóvel. Na devolução, caso haja alguma falha não relatada, o problema e os custos para resolver serão de sua responsabilidade.

Comunicação com a locadora

Se o automóvel que você alugou estiver com uma falha mecânica ou elétrica, o primeiro passo é comunicar o fato imediatamente à locadora. Identifique o local, no caso de não conhecer bem a região, pegando informações como endereço e algum ponto de referência. Faça contato primeiro com a locadora, independente do horário – pois algumas agências possuem telefone para assistência 24h. Caso a locadora não tenha, procure o telefone da central de atendimento.

Assistência 24h

Antes de alugar um carro, certifique-se se a locadora possui assistência 24h – nunca se sabe quando você pode sofrer um acidente ou até mesmo haver uma falha mecânica ou técnica no percurso. Por isso, é cabível que a locadora possua esse serviço para prestar atendimento no caso de alguma urgência.

Cobertura do conserto

No momento de efetuar a reserva, a locadora mostrará opções de tarifas com ou sem franquia. Nessas opções, você terá uma base do quanto será coberto caso seja preciso levar o automóvel para conserto. Porém, existem algumas exceções que o seguro não cobre, como imprudência, falta de apresentação do Boletim de Ocorrência ou até mesmo emprestar o veículo para algum motorista não autorizado pela locadora.
Sabemos que, por conta da falta de tempo, a única coisa que o motorista quer é pegar logo o carro e utilizá-lo, porém recomendamos que o locatário leia o contrato de locação e fique atento aos seguros inclusos, para evitar transtornos durante a locação.

Fonte: Mobility